Em um mundo globalizado, no qual a informação de milhões de internautas circula em questão de milissegundos, a segurança de dados se tornou prioridade e alerta para usuários e companhias. 

De acordo com relatório da empresa especializada Netscout, o Brasil sofreu mais de 439 mil ataques cibernéticos entre janeiro e agosto de 2021, sendo o segundo maior alvo de ataques globalmente, ficando apenas atrás dos Estados Unidos. 

No texto desta semana, fique por dentro do que é Segurança da Informação, sua aplicação em organizações e possibilidades de desenvolvimento na área. 

O que é Segurança da Informação? 

A Segurança da Informação é a área responsável por proteger dados e informações, seja em um ambiente corporativo ou em redes, preservando os usuários. 

Com o aumento do uso das redes, a área ganhou destaque e novos desdobramentos – como é o caso da vigente Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).  

Segurança da Informação nas empresas 

Para as empresas, a área de Segurança da Informação é determinante para consolidar políticas de dados para seus colaboradores, proteger informações e prevenir ataques cibernéticos.  

Em tempos atuais, a mobilidade garantida por dispositivos móveis e flexibilidade do trabalho – acelerada pelo distanciamento social – tornam as diretrizes dessa área ainda mais relevantes e necessárias.  

O cuidado com informações corporativas, documentos oficiais e tratativas comerciais se torna imprescindível para que a tecnologia possa ser utilizada de forma segura.  

Sendo assim, tramites como a instalação de antivírus em computadores dos profissionais e alinhamento de políticas de não compartilhamento de informações são importantes para evitar possíveis problemas. 

Como se desenvolver na área? 

Para profissionais da Tecnologia da Informação, investir na área de segurança pode ser uma aposta inteligente, levando em consideração as demandas atuais do mercado. 

Alguns são os caminhos que um profissional pode seguir para se inserir na área. Desde cursos gratuitos preparatórios – recomendados para quem não possui experiência alguma na área – até pós-graduações e certificações internacionais.  

“Onde existirem dados, haverá alguém mal intencionado tentando tomá-los indevidamente. Com isso, bons profissionais de segurança da informação serão cada dia mais requisitados em todos os setores” afirma o CEO da THE Tech, Daniel Neves.

Com a crescente utilização de dados para tomada de decisões e aumento da adesão da nuvem em organizações, a demanda por esses profissionais é cada vez mais alta.  

Sendo assim, onde há dados é necessário haver segurança.