Segundo pesquisa, 76% dos participantes consideram a cultura organizacional como pauta de importância para a liderança e fator relevante para atração e retenção de talentos. 

Com o passar do tempo, as pessoas que formam times em uma empresa mudam, novos profissionais chegam e outros partem. Mas o que possibilita uma organização criar o sentimento de unidade em seus membros? A sua cultura! 

O que é uma cultura organizacional?

A cultura organizacional corresponde a um conjunto de elementos e práticas que se alinham com a visão, missão e valores da companhia. Assim, é a responsável por definir pontos em comum entre profissionais, áreas, metas e perspectivas.  

Qual a sua importância?

De forma prática, a cultura é determinante para alinhar o comportamento esperado de pessoas que ingressam na organização, as integrando em relação à ética e moral da empresa. Quando valorizada e adequadamente acompanhada, pode ser elemento importante na atração e, principalmente, na retenção de talentos, além de garantir um clima organizacional saudável. 

Muitos profissionais determinam o futuro de suas carreiras baseados em mais do que sua remuneração, e a cultura entra como peça-chave nesse cenário. Segundo pesquisa realizada pela PwC em 2019, utilizando dados de 50 países e 254 empresas brasileiras, 76% dos participantes consideram a cultura um tópico importante para a liderança e forte influenciador para atração e retenção de talentos.  

Benefícios em aderir e investir na cultura organizacional de sua empresa

Entre alguns benefícios de aderir uma cultura forte, estão o maior engajamento entre times e entre profissional e a empresa, melhor clima organizacional e até melhores resultados. Assim, na busca pelo fortalecimento de uma cultura organizacional, é importante pontuar qual o modo de trabalho de sua empresa, seus valores, crenças e filosofia dos fundadores, entre outros passos.

Para que esse fortalecimento seja bem sucedido,  o onboarding de novos membros se torna um fator imprescindível e que facilita a adequação à cultura da empresa, garantindo a adaptação ao time para além de suas funções técnicas e mantendo as equipes com um nível de engajamento igual ou superior ao que havia antes da chegada de novos profissionais.